Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fashion Police

Ter | 28.03.17

Contar Calorias - Anúncios Tóxicos para as nossas mentes e corpos

large.jpgHoje no blog vou abordar um assunto diferente do habitual, que acho muito relevante, visto que está interligado ao mundo da moda e da beleza em várias e diferentes formas, sendo uma questão bastante pertinente de falar nos dias de hoje.

Estamos constantemente sobrecarregadas com anúncios de dieta e métodos voltados para "contar calorias" ou limitar a nossa ingestão calórica, a fim de perder peso. Estes anúncios são tóxicos para as nossas mentes e corpos, e fazem pior do que estamos realmente conscientes. Fazem "dieta" e "saúde" parecer conceitos interligados, ou praticamente a mesma coisa, e introduzem restrição e contagem de números como forma de ganhar o "corpo ideal". Quando começamos a calcular o nosso peso, altura, idade, níveis de actividade, etc, a fim de obter a quantidade máxima de calorias que devemos consumir diariamente, a fim de perder peso, nasce uma obsessão com a contagem de cada item que colocamos em nossos corpos e a quantidade que os ingerimos. Isso cria uma constante e esmagadora pressão para calcular constantemente quantos gramas de gordura, carboidratos e proteínas que comeste, quantas calorias eles totalizam e quantas calorias deixaste de consumir naquele dia. Isto não é saudável - não só para a nossa saúde física, mas também para a nossa saúde mental, que pode ficar completamente consumida e stressada com estes "ideais".

Em vez de nos concentrarmos nos números, devemos concentrar-nos no conteúdo. Pensa nisto: 100 calorias de amêndoas são cerca de 19 amêndoas - isso é muito pouco. Amêndoas (e outras nozes) são embaladas com gorduras saudáveis e proteínas que nos dão uma tonelada de energia e nutrientes. Vamos comparar isto com um refrigerante. Uma lata de um refrigerante, contém apenas 90 calorias, mas é carregado com açúcar (25 gramas) e produtos químicos, não tem valor nutricional nem nenhum proteína ou gordura. As calorias dão-nos pouca visão sobre o quão saúde é a comida que ingerimos. O conteúdo do refrigerante em comparação ao conteúdo das amêndoas é muito diferente, 100 calorias de refrigerante e 100 calorias de amêndoa são completamente incomparáveis. Alguns dos melhores alimentos para a nossa saúde, como óleo de coco e abacate, são evitados pelo seu alto teor de gordura e, portanto, a sua alta contagem de calorias. Em vez disso, as pessoas preferem ingerir alimentos açucarados, e dão aos seus corpos energia açucarada imediata que é baixa em calorias. Comer alimentos ricos em gordura e calorias elevadas dá aos nossos corpos uma fonte de energias estável.

Todos os corpos são diferentes, os estilos de vida são diferentes, a idade, os níveis de actividade... Existem inúmeros factores da nossa rotina diária que intervêm na forma como devemos comer e praticar exercício. Não há uma dieta que funcione para todos! Em vez disso, devemos procurar educar-nos sobre o que é bom para nós, e depois experimentar. Descobrir o que funciona para ti, ou não. O que te faz sentir bem, e o que não. Se entendermos o que realmente nos faz sentir melhor, e começarmos de dentro para fora, podemos encontrar rotinas de vida que realmente funcionam para cada um dos nossos corpos exclusivos.

Precisamos de transformar a nossa abordagem de dieta e aparência em saúde. Claro que a restrição calórica provavelmente vai-te fazer perder peso, nunca disse o contrário, mas é uma questão de tempo até te sentires desnutrida, cansada, fraca e completamente sem energia. As calorias são a nossa fonte de energia, não há nenhuma razão para controlar ou limitar a quantidade que colocamos em nossos corpos.

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/2